June 01

Crianças com dislexia: como ajudar

EDIÇÃO Nº1 | JUNHO - JULHO | 2011

BREVES EXCERTOS 

Actualmente, a Organização Mundial da Saúde define a Dislexia como sendo uma disfunção que se caracteriza pela dificuldade na aprendizagem da leitura.

Uma dificuldade que se manifesta apesar de os níveis intelectuais da criança serem normais e mesmo que o meio sociocultural de onde provém e as oportunidades de instrução sejam acima da média.

 

Existem duas causas principais desta síndrome:

- Por um lado, pode haver uma dislexia adquirida, fruto de perturbação emocional precoce, de lesões cerebrais ou de trauma de gravidez ou parto.

- E por outro lado, a dislexia de evolução, a mais comum, provocada por deficit maturativo.
Assim, surge, além dos aspectos relacionais e dinâmica da personalidade e das funções lógica e linguística, a importância de outras funções superiores: percepção, atenção, memória e estruturação espácio-temporal. De salientar ainda, a importância da integração, do desenvolvimento psicomotor e das condutas motrizes.

Crianças com dislexia: como ajudar

de Inês Fiuza

June 01

Preservar a vida é o mais inveterados dos instintos

EDIÇÃO Nº1 | JUNHO - JULHO | 2011

BREVES EXCERTOS 

Na literatura a caracterização dos processos neurodegenerativos do Sistema Nervoso Central, procura compreender a diferenciação cerebral dos indivíduos e suas respostas sintomatológicas perante iguais etiologias. A Reserva Cognitiva retrata uma das áreas de estudo, que ao longo dos últimos anos tem aprofundado o conhecimento dos processos heterogéneos, na relação do homem com a patologia e respectiva sintomatologia clínica.

«...O conceito de Reserva Cognitiva nasce do desenvolvimento da teoria da Reserva Cerebral...»

«...Podemos dizer que a reserva cerebral e a reserva cognitiva interactuam entre si, por exemplo, uma maior reserva cognitiva, entendida como estratégias e habilidades conseguidas graças a um elevado nível escolar e profissional, terá um maior número de neurónios e densidade sináptica...»

«...O constructo da Reserva Cognitiva, define-se actualmente como um processo «normal» de activação progressiva de redes neuronais, utilizado pelo cérebro somente durante a execução das tarefas intelectuais...»

Preservar a vida é o mais inveterados dos instintos

de Góis Horácio

June 01

Cirurgia Bariatria - A magia da cirurgia

EDIÇÃO Nº1 | JUNHO - JULHO | 2011

BREVES EXCERTOS 

Nos doentes com obesidade grave e complicações metabólicas associadas, a cirurgia bariátrica (denominação comum aos diferentes procedimentos cirúrgicos da obesidade) constitui-se como uma opção de tratamento cada vez mais frequente, dadas as suas vantagens na perda de peso e diminuição de comorbilidades.
Para que esta intervenção tenha sucesso em todas as suas vertentes (perda de peso, manutenção do peso perdido e a estabilidade psicológica do paciente) pressupõe a existência de uma equipa multidisciplinar da qual fará parte integrante um psicólogo.
Isto é, o procedimento cirúrgico, por si só, pode não ser determinante para a melhoria do bem-estar psicológico. A avaliação psicológica, e acompanhamento, revelam-se fundamentais, pelo que o estudo das variáveis psicológicas é de enorme interesse.

 

«...O sofrimento de quem pesa 160Kg pode ser transversal a diferentes dimensões da vida. De saúde física decerto, de qualidade de vida, psicossociais...»

«...Com frequência referimos que a obesidade é uma doença e os obesos são pessoas, logo, diferentes entre si. E não será o psicólogo a generalizar, esteriotipar. «sem memória, sem desejo e sem compreensão» é uma das muitas e maravilhosas lições de Bion, não sendo apenas válida para o processo analítico puro...»

Cirurgia Bariatria - A magia da cirurgia

de Maria João Fagundes

 

June 01

A História do Sedutor Errante

EDIÇÃO Nº1 | JUNHO - JULHO | 2011

 BREVES EXCERTOS

«A todo o momento, em todo o mundo, centenas de milhares de pessoas estão a envolver-se numa que é das formas mais familiares da actividade humana. (…)»
«Nós dispendemos uma quantidade fenomenal de uma vida a seguir histórias, contando-as, ouvindo-as, lendo-as, vendo-as serem representadas (na televisão, cinema ou teatro)»
«Elas são de longe um dos aspectos mais importantes da vida de todos os dias»

«...As histórias, que ajudamos os doentes a contar, são «capelas imperfeitas», fragmentos de vida suspensa por aquilo a que Viktor Frankl chamou a tríade perversa, um ciclo vicioso que se estabelece por ocultarem a culpa, recusarem o sofrimento e se angustiarem com a certeza da morte. - Sentimos mais a incompletude da estrutura da história que contam, que a reconhecemos. A psicoterapia não é um discurso do Logos (discurso argumentável e demonstrável) mas sim do Mythos (pronunciamentos finais e definitivos sobre a vida)...»

«...Disse-lhe, então: «Nem tudo o que se deseja na vida se pode fazer», e continuei, «não o podemos fazer, nem o faremos!». Ele disse: «Não é para perceber, é para sentir. Diz-me o que estás a sentir neste momento?» E assim começa a psicoterapia...»

A História do Sedutor Errante

de Orlindo Gouveia Pereira

Este site usa cookies, para guardar informação de forma segura no seu computador.

Estes cookies destinam-se a optimizar a sua experiência de navegação neste site.

aceito cookies

Saiba mais acerca dos cookies